PUBLICIDADE

Posts Em Destaque

5 atitudes para que seu filho tenha hábitos alimentares saudáveis.

Muitos dos nossos hábitos são heranças de como os nossos pais nos criaram e dos valores que nos foram passados durante a nossa infância. E essa cultura e seus valores estão impregnados no nosso inconsciente, fazendo com que nos comportemos de uma ou de outra maneira. De certa forma, agimos e tomamos decisões nas nossas vidas baseados em crenças e valores das quais não temos consciência e não discernimos.


Desde pequeno, ouve-se que uma criança saudável é aquela gordinha e bochechuda. Os anos passam e o indivíduo cria estereótipos que vão se perpetuar ao longo da sua vida. Um docinho como prêmio por ter comido todo o prato, um sorvete pelo mérito de alguma conquista, um lanche no fastfood no final de semana para sair da monotonia de casa. Mensagens subliminares que vão sendo incorporadas a nossa percepção sobre alimentação e sobre a nossa relação com a comida.


Dessa forma, chegamos a práticas alimentares que destoam, verdadeiramente, do que o nosso corpo está apto a receber. Portanto, para mudar este padrão com seu filho, coloque em prática essas 5 atitudes:


1. Você é o espelho dele! Ele vai comer de forma saudável se você (os pais, ou os adultos que moram com a criança) comer dessa forma. Não adianta falar mil vezes para ele comer fruta e legume se você não der o exemplo!


2. Se desvencilhe de crenças e mitos. Nem tudo aquilo que você acredita piamente é verdade. Lembra da história da manga com leite? Pois é, este é só um exemplo para fazer você refletir naquilo que está reproduzindo e repassando para seu filho. É importante se perguntar: isso tem fundamento? Foi comprovado? Com quem posso tirar essa dúvida?


Conhece o Programa 9fit? Saiba mais aqui como deixar seu corpo em forma depois do parto!

3. Não recompense seu filho com comida. Acredite, esse simples ato que parece inofensivo, gera inúmeros problemas alimentares no futuro: compensações emocionais descarregadas na comida, distúrbios alimentares, comer compulsivo, obesidade, etc.


4. Deixe que seu filho faça parte das decisões alimentares dele, dando-lhe alternativas saudáveis: hoje você prefere levar uma banana ou uma maça para escola? Vai querer tomate ou beterraba no jantar?


5. Converse com seu filho sobre os benefícios de uma alimentação saudável e os riscos de uma alimentação pobre em nutrientes e rica em gordura. De maneira lúdica e descontraída, sem imposições e brigas, mas com carinho e descontração.


#mães #filhos #alimentação #pósparto #maternidade #9fit #habito

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.